SONZEIRANANET

BACKUP DO SONZEIRA

Plebe Rude – Plebe Rude III (1989)

Na verdade, Plebe Rude III, como é conhecido, não tinha título. Metade da banda queria A Serra como nome, e a outra metade, O Plebiscito. O único consenso foi nome nenhum. Foi nesse disco que as famosas ‘diferênças musicais’ começaram a aparecer. Cada um apareceria com músicas já prontas que as vezes causava desentendimentos no estúdio.

A concepção do disco já começou mal. Os dois técnicos de som de estrada, que viajaram com a Plebe, acabaram se envolvendo, e a banda, ingênuamente achou que seria legal juntar o ‘know-how’ deles com o técnico de gravação dos dois primeiros discos, o Renato Luiz, para produzir o disco. Foi um desastre. A banda já estava acustomada a trablhar com O Renato Luiz. Ele sem dúvida é um dos melhores técnicos de gravação no Brasil, e tem um ouvido com poucos. Uma vez, durante as gravações de bateria, com a banda inteira tocando ao vivo num esporro daqueles, ele pediu ao assistente que parassem para ajustar o microfone de um dos tambores. Tinha saído um centímetro do lugar.

Demorou três longos mêses a completar o disco. O André, durante o fim das gravações e depois de ter acabado todos os baixos, voltou a Brasília para se casar com a Marta Brenner, mais conhecida como a Marta Detefon no breve período em que cantou backing vocal na Plebe entre os anos de 82 e 83. Junto com Ana Galbinski, conhecida na época como Ana XYZ, ex-namorada do Philippe, as duas eram chamadas de as Plebetes. Mas com a banda ficando mais conhecida em Brasília, e correndo o perigo de parecer com a Blitz do Rio, as duas foram gentilmente convidadas a sair.

O Plebe Rude III estava muito atrasado e a EMI já estava impaciente, pois agora dependia só dos vocais. O André se despediu da banda e antes de ir embora, pediu ao Philippe que tentasse ir, mesmo entendendo a necessidade dele ficar no Rio para terminar as gravações.Philippe não poderia deixar de participar do casamento de um de seus melhores amigos, que considerava como um irmão mais velho. Pegou um avião no dia seguinte e pouco antes do André subir ao altar, apareceu de supresa.

A seca em Brasília estava terrível, quase 7% de húmidade, quase tanto quanto o deserto do Sahara, e quando Philippe voltou ao Rio no dia seguinte, estava quase sem voz. Mesmo assim penaram muito, e terminaram o vocal de O traço que separa, uma das últimas a ser mixada. Graças a genialidade do técnico de gravação e produtor Renato Luiz, ninguém reparou a precariedade das vozes em certos trechos.

A banda chamou o fotógrafo de moda paulista Chico Aragão para fazer as fotos de divulgação, do encarte e da capa. A banda ficava brincando com ele perguntando se ele era irmão do Renato Aragão. O Gutje chegou a trazer uma serra a diesel para a sessão de fotos para a capa, mas somente poucas fotos foram tiradas com ela. Quando foram tirar as fotos individuais do encarte, eles foram ao Tívoli Park, um parque de diversões na Lagoa, no Rio de Janeiro. O Gutje tirou uma foto classica tocando caixa com uma banda de marcha do parque. O Jander tirou uma no Morro da Urca fazendo ‘surf de pedra.’ O André X tirou uma de cima de um morro carioca, com o topo dos prédios de fundo. O Philippe queria tirar uma foto no seu apartamento com o seu gato siamês, Pituca. Mas chegando lá, o Chico começou a espirrar e ficar todo vermelho. O fotógrafo era extremamente alérgico a gatos, e teve que sair para recuperar o fôlego. Só poucas fotos foram tiradas lá e uma foto do Tivoli foi usada.

A arte gráfica ficou por conta do Ricardo Leite, que fazia as capas para quase todas os grupos da época. Mas o elaborado trabalho gráfico não teve muito a ver com a banda.

A relação com a EMI não poderia estar pior. Mas os sinais não eram tão evidentes ainda. A primeira vez que Philippe reparou que tinha algo de errado, uma coisa que ele só comentou anos depois, foi durante a bateria de entrevistas para promover o terceiro disco. O grupo estava no terceiro andar do prédio da EMI, e enquanto a banda dava uma entrevista ao telefone, ele percebeu um desenho na parede, junto com os posters de artistas da EMI. Era um desenho de um rolo compressor amassando alguma coisa com ‘concorrência’ escrito em cima. No rolo gigante, o nome de todos os artistas nacionais da EMI, menos o da Plebe. Era 4 de novembro de 88, o 22 aniversário de Philippe. E isso depois de quase 250 mil discos vendidos. Feliz aniversário.

A EMI adiou o lançamento do Plebe Rude III alguns mêses, provávelmente na tentativa de dizer a banda que não estava satisfeita com o disco, chegando ao ridículo de sugerir que a banda usasse uma letra do Cazuza (por pouco não gravava uma música do Raul Seixas, algo que não teria absolutamente nada a ver com a banda), mas intensas negociações conseguiram manter o lançamento para pouco depois da data inicial.

Plebe lançou o disco no Circo Voador num show fantástico, com a casa cheia as duas noites, mas ninguém da EMI estava presente. As críticas ao disco foram muito divididas. Alguns acharam muito ousado a tentativa de incorporar elementos brasileiros, outros a acharam um disco perdido. Sem dúvida foi muito a frente de seu tempo. Somente anos depois no rock brasileiro começou a aparecer bandas com um sotaque mais ‘brasileiro.’ O crítico curitibano, Abônico Smith chamou o disco de “Plebe Rude, 2o grau” com aulas de geografia (Repente), gramática (Modifique o verbo), moral e cívica (Valor e Um outro lugar) e geologia (A serra). Quem era fã da banda se deleitou, e quem não era ficou menos ainda…

Plebe Rude III foi o disco mais controvertido da banda, provavelmente o mais controvertido de uma das bandas de Brasília. Mas era isso que a banda queria.

Plebe Rude – Plebe Rude III
Gênero: Rock Brasileiro

1 – Plebiscito
2 – Um Outro Lugar
3 – Valor
4 – Longe
5 – Tempo Ao Tempo
6 – O Traço Que Separa
7 – A Serra
8 – 2ª Feriado
9 – Repente
10 – Modifique O Verbo

Download Link:
http://rapidshare.com/files/197996161/sznn_pr_1988_pr3.zip

Resumo: Baixar Musicas Cd Mp3 Plebe Rude – Plebe Rude III Download de Musicas Do disco Plebe Rude III de Plebe Rude para Baixar Gratis

Summary: Download Mp3 Music CD Plebe Rude – Plebe Rude III Download music from disc Plebe Rude III from Plebe Rude for Download free

Anúncios

14 de fevereiro de 2009 - Posted by | Plebe Rude

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: